Corpo e estética Massa Muscular

Alimentação no pré treino

A alimentação pré treino é uma das grandes dúvidas de quem malha, principalmente em relação à suplementação. Mas a resposta é clara e precisa: de nada adianta utilizar esse tipo de suplementação se você não leva sua alimentação a sério. Sim! Apenas quem leva a sério sua dieta e seu treino, consegue bons resultados com a suplementação antes de malhar, já que é essa refeição que será absorvida, antes, durante e depois do treino.

 

pretreino

 

Mas e como deve ser a alimentação antes do treino?

As refeições pré-treino devem ser feitas, pelo menos, com a antecedência de uma hora, rica em carboidratos e com um pouco de proteína. Levando em conta seu peso e altura, ela deve fornecer de 100 a 200 calorias, sendo 20-30g de proteína e 30-60g de carboidratos. Se você não se sente bem em se alimentar neste espaço de tempo (por treinar pela manhã cedo, por exemplo), pode substituir por uma refeição líquida, 30 minutos antes dos exercícios.

 

O que comer antes do treino?

As proteínas (frango, carne vermelha, ovos, whey protein, albumina) fornecerão os aminoácidos, que evitarão a quebra de tecido muscular e também contribuirão com o material necessário para iniciar a reconstrução pós treino. Os carboidratos (arroz, batata doce, aveia) agirão como combustível para os músculos e cérebro para que você possa treinar na intensidade que precisa.

 

E que tipo de suplementação usar?

Não há porque negar o benefício de tantas tecnologias que surgem dia a dia, visando tirar o melhor proveito da atividade física. Os suplementos pré treino podem atuar de diversas formas e auxiliar proporcionando mais energia, aumentando o rendimento, o foco ou até mesmo ajudando no ganho ou na recuperação muscular. Eles foram desenvolvidos quimicamente para facilitar a sua absorção, já que, muitas vezes, não conseguimos obtê-los em quantidades suficientes através da alimentação.

Geralmente são os vasodilatadores que são utilizados como a base para os principais pré treino, compostos por aminoácidos arginina e citrulina malato. Eles trabalham estimulando a produção do óxido nítrico e evitam a fadiga durante a atividade física, seja ela anaeróbica ou aeróbica. Dessa forma, os vasos sanguíneos ficam mais largos, facilitando a entrada de nutrientes para o músculo alvo, além de aumentar o fluxo sanguíneo e a vascularização periférica.

 

Antes de escolher a sua suplementação lembre de consultar um profissional da sua confiança!

banner demigod